As transformações da TV a cabo

11:42

Escolhem uma mulher que, de acordo com eles - eles, a versão adulta dos populares do colégio - se veste mal, terrivelmente, horrivelmente.
Eles seguram o Eu dessa mulher nas mãos e o esmagam repentinamente na sua frente - como se fosse seu direito fazê-lo
"Você está horrorosa" eles dizem tantas vezes, de tantas formas, enquanto sorriem.
Eles pintam seu cabelo e seu rosto
Eles cortam seu cabelo e o esticam e o contém
Porque eles querem cortar, esticar e conter a mulher
A força selvagem que corre com lobos
Uiva para lua
Segura flores como espadas e nunca cai de tanto apanhar se machucar e se sangrar

Eu sempre odeio como elas ficam quando o programa chega ao fim
Sua criação: um exército de clones
Ela sempre parece sentir ou fingir que sentem o prazer ilusório e temporário de se encaixar nessa máquina idiota que chamamos de sociedade.
Se eu pudesse dizer para ela:
Você sempre esteve bonita. Você sempre esteve bem.
E você parecia alguém que não estava escutando as vozes que alimentam as aparências - essa parte da máquina que é tão fria, e frequentemente cruel.
E eu sei que eles argumentam que você precisa alimentar a máquina
Trabalhar com ela porque é como as coisas são
Mas eis o que eles fazem: eles sufocam sonhadores, porque nós precisamos destruir o estúpido modus operandi dessa máquina, 
e você estava fazendo isso!
Com o seu cabelo bagunçado
Suas sobrancelhas desfeitas
Suas unhas sem esmalte
Sua pele limpa e marcada
Suas velhas e loucas roupas
Eu sei que parece pequeno
Mas você estava fazendo isso.
Mulher, irmã
Você vê em si mesma tantas imperfeições
Mas seu corpo não conhece tal palavra
Imperfeito
Não Não
Perfeito


Você sempre esteve bonita. Você sempre esteve bem.
Você estava ouvindo só a si mesma e não importa por que suas palavras - roupas - eram como eram
Elas eram parte de você, do seu caminho, SEU.
Foda-se parecer sexy
Foda-se ficar bonita
NÃO ME OLHE se vai fazê-lo com olhos juízes que só enxergam aquilo que me cobre, aquilo que é extra-eu
Meu rosto é suficiente
Meu cabelo é suficiente
Meu corpo é suficiente
Fique com a sua poeira
Com os saltos e as roupas apertadas que machucam - sim machucam
As roupas que eles consideram elegantes e sexy e fofas são uniformes de guerra
Eu vou, com prazer, perder essa guerra
Eu quero ficar bem longe dela
Nos campos
E eu já estou lá
Quando sou eu mesma

Eu não quero mais pintar meu rosto
Eu não quero mais conter meu cabelo - me conter
Para quê?
Para quem? 
Para as revistas?
Para os programas de TV?
Para a internet?
Para trabalhar em empregos que eu odeio de forma que eu possa pagar todas as coisas que vocês me dizem que eu preciso?
Meu rosto é suficiente
Eu sou tão bonita
Você sempre foi tão bonita



In english:


The reality TV makeovers

They take a woman who according to them - Them, the adult version of the popular kids at school - looks bad, awful, terrible.
They hold that woman's self in their hands and they suddenly crush it in front of her - like it's their right to do that
"You look terrible" they say so many times, in so many ways, with a smile.
They paint her hair and her face
They cut her hair and straighten it and contain it
Because they want to cut, straighten and contain the woman
This wild force running with wolves
Howling at the moon
Holding flowers as swords and never falling down from all the hurting and beating and bleeding

I always hate how they look when the show is over
Their creation: an army of clones
She seems to feel or she pretends to feel the illusionary temporary pleasure of fitting in this idiotic machine we call society
If I could tell her:
You always looked good.
And you looked like someone who was not listening to the feeders of appearances, this part of the machine that is so cold, and often cruel.
And I know they argue you need to feed the machine
To work with it because it's just how things are
But here's what they're doing: they're smothering dreamers, because we need to destroy the stupid destructive works of this machine,
and you were doing it!
With your messy hair 
Your undone eyebrows
Your unpolished nails
Your clean marked skin
Your old crazy clothes
I know it seems small but you were doing it.
Woman, sister
You see in you so many imperfections
But your body knows no such word
Imperfect
No no
Perfect

You always looked good
You were listening only to yourself and it doesn't matter why your words - clothes - were the way they were
They were part of you, your path - YOUR PATH
Fuck looking sexy
Fuck looking pretty
DON'T LOOK AT ME if you will do it with judging eyes that see only the things that cover me, the things that are extra-me
My face is enough
My hair is enough
My body is enough
Keep your dirt
And the heels and tight clothes that hurt - yes they do
The clothes they consider cute and elegant and sexy are uniforms for war
A war I'll gladly lose
I want to be far away from it
In the fields
And I am there
When I'm myself

I don't want to paint my face anymore
I don't want to contain my hair - myself - anymore
For what?
The magazines?
The TV shows?
The internet?
To work in jobs I hate so I can afford the things you tell me I need?
My face is enough
I am so beautiful
You always looked so beautiful



You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe