O jogo

21:29

Olha,
O que mais me incomoda é quando você tenta ser como todo mundo
Tenta parecer normal – parte do grupo – um grande grupo – algum tipo de fã clube da normalidade
Minha vida toda eu notei, e posso concluir agora, que isso é o que me incomoda mais nos homens (eles são fãs dessa prática) e afinal, é o que me incomoda mais nas pessoas.
Tentar ser como todo mundo.
Quantas pessoas você vê andando nas ruas com o olhar dos mortos? Se você não vê, talvez você seja corpo caminhante da calçada.
E quem é “todo mundo”?
Como você pode saber se não estão fingindo como você?
Fingindo querer o corte de cabelo em alta, ou a blusa, a saia e o sapato que toda moça bonita deve usar senão não são mais bonitas mesmo que seu rosto e seu sorriso ainda seja o mesmo, ah mas não se preocupe, o sorriso será logo arrebatado e mudado
Fingindo querer o carro que todo jovem homem bem sucedido deveria ter,
E fingindo gostar da dança que eles fazem para atrair as moças bonitas, fingindo gostar da mesma quantidade de álcool que te faz, uma vez menino que queria ser herói, capaz de fingir.
Capaz de esmagar o próprio coração porque não tem mais utilidade – não ajuda com o ganhar grana e o fingir.
Não vou te ajudar a fingir
Não vou te ajudar a se tornar morto
Estou me sentindo melhor agora
Porque eu me sentei e escrevi
Encontre o que seu coração quer fazer e o siga até o fim da Terra
Uma vez que você matar o seu coração eu não sei se há um caminho de volta ainda nessa vida.
E cuidado, você pode o estar matando tão lentamente
Como em cada vez que você finge
Veja bem, isso não é por mim
Cada vez que você pisa nos meus ossos cansados
É seu pé que você fere
Cada vez que você esmaga o coração sangrento de outra pessoa entre seus dedos vigorosos
É o seu que morre um pouco mais
Sabendo isso
É a razão de poder perdoar
Entre outras coisas

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe