This mess we're in

00:21


O tempo passava, eles se tornavam cada vez mais isolados do mundo e mais dependentes um do outro, o jovem, é claro, sem perceber; notar algo assim é luxo de quem se mantém acordado para a vida.
Mesmo que o criminoso ansiasse por acordar o jovem de seu sono permanente, por curiosidade e por amor, ele o mantinha sob o efeito das drogas, era a única forma de mantê-lo sempre ali, e ficar seguro.
Logo, o jovem morava em sua casa, o acompanhava nas aulas de seu curso de culinária, ia com ele ao mercado, academia, locadora.
Mas ocorreu outro problema: o jovem era seu vício.

Michelle Ribeiro

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe